Beyoncé: Entenda a estratégia no lançamento de Renaissance - Tangerina

MÚSICA

Beyoncé

Reprodução/Instagram

RENAISSANCE

Como Beyoncé mudou a própria estratégia de lançamento?

Depois de fazer surpresa nos dois últimos álbuns, cantora escolheeu anunciar projeto aos poucos, criando uma nova sensação entre os fãs

Lucas Almeida
Lucas Almeida

Beyoncé se prepara para o lançamento do sétimo álbum de estúdio, Renaissance, na sexta-feira (29). Mas a sensação de ansiedade dos fãs é bem diferente daquela nas últimas estreias da cantora. Os discos antecessores, Lemonade (2016) e Beyoncé (2013), foram lançados de surpresa nas plataformas digitais, o que se tornou uma prática comum entre artistas pop.

O anúncio de Renaissance seguiu a estratégia de cantoras como Taylor Swift ou Adele. Beyoncé apagou as fotos de perfil de todas as redes sociais e anunciou o novo projeto em 19 de junho, já com a data de lançamento definida. Dias antes, o Tidal (plataforma que tem o rapper Jay-Z como sócio) publicou um tuíte com a frase “o que é um B7?”, e outro apenas com “B8”, indicando a possibilidade de dois álbuns da cantora estarem em produção. As postagens foram excluídas posteriormente.

Desde então, Beyoncé tem sido cautelosa na divulgação. Até agora, apenas um single foi revelado —Break My Soul, que será a sexta faixa do álbum. Ela também mostrou a capa do disco e uma segunda versão para o vinil, apresentou a lista de músicas e os colaboradores envolvidos ao longo de julho. Para nenhum fã reclamar da falta de canções, uma versão à capela e outra instrumental do single foram publicadas na última semana.

Apesar de não ser original, a estratégia de lançamento de Beyoncé está longe de ser impensada. Não podemos esquecer que o sucesso do lançamento do álbum Beyoncé (2013) foi um dos fatores para a Federação Internacional da Indústria Fonográfica definir a sexta-feira como o dia padrão para lançamentos musicais.

Os lançamentos de surpresa da cantora tinham alguns objetivos. O primeiro foi a admiração causada com projetos grandiosos sem nenhuma informação se tornar pública. Ambos eram álbuns visuais (que também tinham videoclipes para todas as faixas), o que aumentava ainda mais o feito. Um segundo ponto foi a eficiência em evitar o vazamento de músicas. Como os discos foram lançados apenas digitalmente, de início, não era necessário mandar uma versão original para fábricas de CDs.

No caso de Lemonade (2016), existia uma espera há alguns anos. Os fãs já aguardavam respostas de Beyoncé desde 2014, quando surgiram especulações sobre uma possível traição do marido, Jay-Z. Imagens da irmã da cantora, Solange Knowles, batendo no rapper dentro de um elevador foram divulgadas pelo TMZ na época, aguçando as teorias. As letras sobre infidelidade e feminismo ganharam grande significado após o lançamento.

Agora, Beyoncé está pronta para novos assuntos. Renaissance foi escrito durante a pandemia de Covid-19, e a cantora quis apresentar músicas com um tom de liberdade. “Minha intenção foi criar um lugar seguro, sem julgamentos. Um lugar para ser livre de perfeccionismo e de pensar demais”, disse ela em uma postagem.

De acordo com o site especializado Trapital, o novo álbum aproveita a mensagem para criar uma experiência completa, que vai além das músicas. A escassez de informações sobre o projeto faz com que os seguidores fiquem ainda mais atentos para novidades, procurando detalhes nas redes sociais e nas plataformas de áudio. A divulgação ainda serve como forma de aumentar a expectativa para uma futura turnê.

O jornal Wall Street Journal também argumenta que os lançamentos de surpresa já estavam banalizados na música pop, tornando o período longo de espera mais instigante.

A estratégia teve efeitos colaterais. A Amazon italiana, por exemplo, revelou que Renaissance será parte de uma trilogia de álbuns. A informação não foi confirmada pela cantora, apesar de o disco ter recebido o título de “Act 1” (primeiro ato, em português) durante a divulgação.

Mesmo assim, o interesse pelo lançamento parece não diminuir. Quatro opções de caixas com camiseta e CD esgotaram no site da cantora em menos de um mês, antes mesmo das artes de cada projeto serem reveladas. O mesmo aconteceu com o vinil de edição limitada.

Desde o início, Beyoncé também disponibilizou os links para os fãs fazerem pre-save do projeto, assegurando que todos os curiosos recebam notificações na data de lançamento. Agora, basta esperar para ver se as músicas farão jus à antecipação.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Lucas Almeida

Lucas Almeida

Repórter. Passou pela MTV Brasil e Veja.com. É fã de um pop triste e não deixa de ouvir todos os lançamentos musicais da semana.

Ver mais conteúdos de Lucas Almeida

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal