Beyoncé: Conheça o tio Jonny, citado no álbum Renaissance - Tangerina

MÚSICA

Beyoncé com as mãos na cabeça e um vestido dourado

Divulgação/Carlijn Jacobs

Família

Gay e HIV+: Conheça tio Jonny, para quem Beyoncé dedicou Renaissance

Cantora definiu familiar como sua 'fada madrinha' no encarte do novo álbum

Lucas Almeida
Lucas Almeida

Entre os agradecimentos aos filhos e marido, Beyoncé deixou uma dedicatória especial no disco Renaissance. “Muito obrigada ao meu tio Jonny. Ele foi a minha fada-madrinha e a primeira pessoa a me expor para muita música e cultura que serviram como inspiração para esse álbum”, escreveu ela, em um texto publicado no site oficial e que também acompanha o encarte da edição de vinil do projeto.

A mãe de Beyoncé, Tina Knowles, aproveitou a oportunidade para falar mais sobre a história do familiar nas redes sociais. Jonny era filho da irmã de Tina, Selena, mas foi criado como um irmão dela, por conta da diferença de idade de apenas dois anos. Por isso, as filhas da designer sempre o chamaram de “tio Jonny”. Ele morreu quando Beyoncé tinha 17 anos, devido a complicações causadas pelo vírus HIV.

A cantora já tinha falado sobre a história do familiar em 2019, quando foi homenageada no Glaad Media Awards, premiação que enaltece representantes LGBTQIA+ do entretenimento. “Quero dedicar este prêmio ao meu tio Jonny, o gay mais fabuloso que já conheci, que ajudou a criar a mim e minha irmã”, disse ela no palco.

“E testemunhar sua batalha contra o HIV foi uma das experiências mais dolorosas que já vivi. Espero que sua luta tenha servido para abrir caminhos para outros jovens viverem mais livremente. Direitos LGBTQIA+ são direitos humanos”, acrescentou Beyoncé.

Beyoncé citou nominalmente o tio no disco

Tina Knowles também falou sobre a morte do sobrinho em uma postagem. “Quando ele morreu, um pedaço de mim foi com ele. Solange e Beyoncé o adoravam. Ele me ajudou a criá-las. E influenciou seu senso de estilo e singularidade! Ele fez o vestido de baile de Beyoncé”, explicou. Os dons para a costura acabaram entrando em Renaissance. Na faixa Heated, Beyoncé canta “tio Jonny fez o meu vestido”.

A mãe da cantora ainda revelou que Jonny era fã de house music. O gênero, que ganhou destaque no novo álbum, se tornou comum em baladas frequentadas pela população LGBTQIA+ nos Estados Unidos, especialmente entre negros e latinos.

Na dedicatória do projeto, Beyoncé também aproveitou para deixar um agradecimento mais amplo: “Obrigada a todos os pioneiros que originaram a cultura, a todos os anjos caídos cujas contribuições não foram reconhecidas durante muito tempo.”

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Lucas Almeida

Lucas Almeida

Repórter. Passou pela MTV Brasil e Veja.com. É fã de um pop triste e não deixa de ouvir todos os lançamentos musicais da semana.

Ver mais conteúdos de Lucas Almeida

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal