Beyoncé muda música Energy, após acusação de 'roubo' - Tangerina

MÚSICA

Beyoncé em foto de divulgação de Renaissance

Divulgação/Carlijn Jacobs

Fim da discussão

Acusada de ‘roubo’, Beyoncé muda música Energy; entenda

Cantora retirou a interpolação de Milkshake e alterou créditos depois de críticas feitas por Kelis; Pharrell Williams saiu da lista de compositores

Lucas Almeida
Lucas Almeida

Beyoncé respondeu às acusações de “roubo” de Kelis de forma silenciosa. A cantora retirou as batidas da música Milkshake, interpoladas em Energy, faixa do novo álbum Renaissance (2022). Sem comentar publicamente sobre o caso, ela também excluiu os créditos de Pharrell Williams e Chad Hugo, compositores da canção original gravada por Kelis.

A polêmica começou antes mesmo do lançamento do disco de Beyoncé. Na última semana, Kelis deu início à discussão através de um comentário no Instagram, em um post no qual fãs celebravam o uso do single Milkshake pela Queen B. “Não é uma colaboração, é roubo”, escreveu ela. Lançada no álbum Tasty (2003), a faixa foi escrita e produzida pelo The Neptunes, duo formado por Pharrell e Chad nos anos 1990.

Kelis se queixou de não ter sido avisada com antecedência sobre a nova produção de Beyoncé. Ela só ficou sabendo quando os compositores do álbum foram divulgados. “Minha mente também está explodindo porque o nível de desrespeito e total ignorância de todas as três partes envolvidas é surpreendente”, disse ela na rede social.

No site oficial de Beyoncé, os créditos de Energy citavam a interpolação de Milkshake, com a frase “escrita por Pharrell Williams, Chad Hugo e interpretada por Kelis”. Agora, os nomes foram removidos. A versão original da faixa do Renaissance não usava os vocais de Kelis, apenas parte da melodia.

A briga antecede as polêmicas envolvendo Beyoncé. Em uma entrevista para o The Guardian em 2020, Kelis afirmou que o The Neptunes “mentiu descaradamente e enganou” a cantora em acordos de direitos autorais. Ela diz que não faturou quase nada com os seus dois primeiros álbuns, que foram produzidos pelo duo.

Depois do comentário no Instagram, Kelis explicou mais sobre o incômodo em um vídeo. “A publicação foi roubada, as pessoas foram enganadas por seus direitos. Isso acontece o tempo todo, especialmente naquela época. Então, não é uma questão de eu estar brava com Beyoncé”, disse ela, sobre a rixa com os produtores. “Pharrell sabe melhor. Este é um golpe direto em mim”, complementou.

As mudanças em Energy chegam depois de diversas controvérsias envolvendo Renaissance. Na segunda-feira (1º), o time de Beyoncé anunciou que mudará a letra de Heated, após críticas sobre o uso de uma palavra capacitista.

Além disso, a compositora Diane Warren deixou fãs de Beyoncé revoltados, depois de fazer comentários interpretados como indiretas à quantidade de pessoas creditadas no álbum. Para completar, Monica Lewinsky decidiu reviver versos da música Partition, que a citavam pelo escândalo de traição do ex-presidente dos EUA Bill Clinton.

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Lucas Almeida

Lucas Almeida

Repórter. Passou pela MTV Brasil e Veja.com. É fã de um pop triste e não deixa de ouvir todos os lançamentos musicais da semana.

Ver mais conteúdos de Lucas Almeida

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal