Com vilão nazista, Freaks Out introduz heróis através do circo - Tangerina

FILMES E SÉRIES

Aurora Giovinazzo e Giancarlo Martini em cena de Freaks Out

Divulgação/Goon Films

Crítica

Com vilão nazista, Freaks Out introduz super-heróis através do circo

Filme fantástico produzido na Itália apresenta grupo similar aos X-Men, mas cuja ação situada durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945)

Victor Cierro
Victor Cierro

Já imaginou o que aconteceria se O Rei do Show (2017) e os X-Men (2000) tivessem um crossover? Pois é, o resultado seria parecido com Freaks Out. O filme italiano introduz novos super-heróis através do circo no meio da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). A grande diferença entre as três produções é a presença de um vilão nazista.

Na trama, que se passa na década de 1940, Matilde (Aurora Giovinazzo), Cencio (Pietro Castellitto), Fulvio (Claudio Santamaria) e Mario (Giancarlo Martini) vivem como irmãos no circo. Após um ataque nazista em sua região, o grupo parte em direção de Roma.

Em busca de abrigo, o quarteto tenta evitar a supervisão nazista para não serem presos. Mas, para azar do grupo, eles já estão sendo procurados pelos alemães. Comandante do Circo de Berlim, Franz (Franz Rogowski) teve visões sobre os protagonistas.

De acordo com a profecia do vilão, Adolf Hitler (1889-1945) e seu exército estavam destinados à derrota. No entanto, algo poderia virar a maré para os países do Eixo. Os poderes de Matilde, Cencio, Fulvio e Mario seriam capazes de alterar o curso da história.

Claudio Santamaria, Pietro Castellitto e Giancarlo Martini em cena de Freaks Out

Claudio Santamaria, Pietro Castellitto e Giancarlo Martini em cena de Freaks Out

Divulgação/Goon Films

Mas quais são essas habilidades exatamente? Matilde é uma garota capaz de produzir energia e eletrocutar qualquer pessoa que a toque e, por isso, ela evita o contato humano. Já Cencio é um rapaz albino que pode controlar os insetos ao seu redor. Fulvio está coberto de pelos da cabeça aos pés e tem uma força sobre-humana. Por fim, Mario é um anão que consegue manipular qualquer objeto de metal.

Gabriele Mainetti retorna à direção, cinco anos depois de O Meu Nome é Jeeg Robot (2015). E, para surpresa dos italianos, ele voltou com mais um filme sobre super-heróis. Mas, desta vez, o cineasta optou por contar uma história envolvendo o circo.

O entretenimento de época sempre foi conhecido pelo extraordinário. Ao misturar aspectos da realidade com a ficção, como o contexto da Segunda Guerra Mundial e nazismo com superpoderes, o diretor prova com Freaks Out que existe vida fora da DC, da Marvel e de Hollywood para os super-heróis.

Aurora Giovinazzo em cena de Freaks Out

Aurora Giovinazzo no filme italiano

Divulgação/Goon Films

Inclusive, Freaks Out já recebeu aclamação da crítica e faturou o Leoncino D’Oro no Festival de Veneza. Na era dos heróis fora do eixo, como The Umbrella Academy na Netflix e The Boys no Prime Video, o filme italiano traz uma alternativa diferente e realista sobre este universo fantasioso.

Freaks Out vai estar disponível durante a 8½ Festa do Cinema Italiano, iniciada na quinta-feira (28).

Festa do Cinema Italiano

Em sua nona edição, a Festa do Cinema Italiano volta ao formato presencial com uma seleção dos melhores filmes produzidos na Itália dos últimos anos, todos inéditos nas salas de 19 cidades do Brasil, entre 28 de julho e 10 de agosto.

De 28 de julho a 3 de agosto, recebem o evento São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Recife, Salvador e Porto Alegre. Na sequência, entre 4 e 10 de agosto, é a vez de Vitória, Fortaleza, Natal, Belém, Curitiba, Florianópolis, Londrina, Santos, Campinas, Goiânia, Niterói e Maringá. Vai ficar de fora?

Pôster de Freaks Out

Freaks Out

Aventura
14

Direção

Gabriele Mainetti

Produção

Goon Films

Onde assistir

Festa do Cinema Italiano/Cinema

Elenco

Claudio Santamaria
Aurora Giovinazzo
Pietro Castellitto
Giancarlo Martini
Giorgio Tirabassi
Max Mazzotta
Franz Rogowski
Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Victor Cierro

Victor Cierro

Repórter da Tangerina, Victor Cierro é viciado em quadrinhos e cultura pop e decidiu que seria jornalista aos 9 anos. É o foca da equipe e cria da casa: antes da Tangerina, estagiou no Notícias da TV, escrevendo sobre filmes e séries.

Ver mais conteúdos de Victor Cierro

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal