Walking Dead termina em novembro, mas se recusa a morrer - Tangerina

FILMES E SÉRIES

Lauren Cohan em The Walking Dead

Divulgação/AMC

FRANQUIA LONGEVA

Por que Walking Dead termina em novembro, mas está longe de acabar?

Com uma série derivada no ar e mais três a caminho, a franquia Walking Dead está mais resistente que os zumbis que os heróis enfrentam na TV

Luciano Guaraldo

The Walking Dead já foi o programa mais visto da TV paga norte-americana, com uma média de 14,3 milhões de espectadores por episódio em sua quinta temporada. Agora, a série é apenas uma sombra de seu passado, com menos de 2 milhões de pessoas vendo cada capítulo. O fim marcado para 20 de novembro, porém, ainda está longe de ser o desfecho da franquia.

Como revelado durante a San Diego Comic-Con na sexta-feira (22), os produtores preparam um spin-off focado na história de amor de Rick Grimes (Andrew Lincoln) e Michonne (Danai Gurira). O retorno dos personagens, que ocorreria em três filmes para o cinema anunciados em 2018, agora vai acontecer na TV, no mesmo lugar onde eles apareceram pela primeira vez.

Mas Rick e Michonne não são os únicos astros de The Walking Dead que vão continuar aparecendo mesmo depois de a série original chegar ao fim. Os produtores da franquia planejam várias atrações para manter os mortos-vivos na TV, espremendo a HQ criada por Robert Kirkman até a última gota.

A próxima série a chegar à TV será Tales of the Walking Dead, uma produção antológica que contará seis histórias diferentes durante sua primeira temporada. O elenco conta com Terry Crews, Danny Ramirez, Olivia Munn, Parker Posey, Anthony Edwards, Poppy Liu, Jillian Bell, Loan Chabanol, Embeth Davidtz, Jessie T. Usher e Daniella Pineda, entre outros.

Mas o episódio mais aguardado pelos fãs deve ser o estrelado por Samantha Morton, que aterrorizou os heróis da série mãe como a Alpha. A série deve mostrar o passado da personagem, na época em que ela ainda se chamava Dee, e como ela se transformou na vilã que todos conhecemos. Tales of the Walking Dead estreia nos EUA em 14 de agosto. A série deve chegar no AMC Brasil no dia seguinte, como acontece com Fear the Walking Dead.

Pensa que acabou? Nada disso! Três personagens muito queridos de The Walking Dead vão continuar suas aventuras em séries próprias. Isle of the Dead vai contar com Negan (Jeffrey Dean Morgan) e Maggie (Lauren Cohan) como protagonistas, e mostrará os dois explorando a ilha de Manhattan, em Nova York, que foi tomada por zumbis. Como os personagens se odeiam –o anti-herói matou Glenn (Steven Yeun), afinal–, a atração promete, no mínimo, uma dinâmica interessante.

Já Daryl (Norman Reedus) vai migrar para a Europa em sua série, ainda sem nome. A ideia inicial dos produtores era que o spin-off acompanhasse o motoqueiro e Carol (Melissa McBride) juntos, mas a atriz teve de pular fora do projeto porque não queria se mudar para o Velho Continente e ficar longe da família.

“Mudar-se para a Europa se mostrou algo logisticamente impossível para Melissa no momento. Nós sabemos que os fãs vão ficar decepcionados com essa notícia, mas o universo de The Walking Dead continuará a crescer e se expandir de maneiras interessantes e esperamos ver Carol novamente em um futuro próximo”, explicou o AMC em comunicado.

Além disso, Fear the Walking Dead foi renovada para a oitava temporada, ainda sem previsão de estreia. Os novos episódios não contarão com Alycia Debnam-Carey, intérprete de Alicia, a única que estava na série desde o início. Para compensar sua ausência, os produtores trouxeram de volta ninguém menos do que Kim Dickens –que vive Madison Clark, a mãe de Alicia.

Robert Kirkman já declarou que imagina que Walking Dead tem histórias suficientes para chegar ao episódio 990 mil. A depender da vontade (ou da ganância?) dos produtores, é bem possível que a franquia chegue perto desse número. Como um morto-vivo resistente, ela pode até agonizar, mas se recusa a morrer.

Você ainda acompanha The Walking Dead? Vai assistir a alguma das novas séries? Que personagem você gostaria de ver com uma atração própria?

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ

Luciano Guaraldo

Editor-chefe da Tangerina. Antes, foi editor do Notícias da TV, onde atuou durante cinco anos. Também passou por Diário de São Paulo e Rede BOM DIA de jornais.

Ver mais conteúdos de Luciano Guaraldo

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal