GAMES

CoD Warzone, Fortnite e League of Legends

Montagem/Tangerina

Lista

CoD, Free Fire, Fortnite, LoL e mais: Os melhores jogos free-to-play

Listamos os melhores games no modelo F2P, ou grátis para jogar, para você se divertir e/ou desafiar os amigos

Jessica Pinheiro

Jessica Pinheiro

Videogames são quase sempre divertidos, e se o jogo for gratuito então, melhor ainda! Atualmente, muitos títulos hoje são oferecidos no modelo free-to-play (grátis para jogar, também abreviado como F2P). 

Quando um título é classificado dessa maneira, significa que você pode baixá-lo e jogá-lo imediatamente, sem nenhuma cobrança adicional durante a instalação. Porém, uma vez que o jogo tem início, ele pode oferecer opções de compra —as famigeradas microtransações, ferramentas de monetização que as desenvolvedoras encontraram para lucrar com o game, já que sua distribuição é grátis.

Geralmente essas vendas in-game estão associadas a cosméticos (trajes, gestos e outros objetos que ajudam a personalizar seu avatar). Em alguns casos, o jogador também pode adquirir recursos para expandir e evoluir seu personagem.

Existem jogos que adotam ainda um sistema de monetização próprio, com moedas virtuais que podem ser coletadas após cumprir missões ou vencer partidas, e usadas para os mesmos fins: compra de cosméticos, equipamentos e mais. Mas claro, muitas vezes conseguir esses ativos requer o dobro de trabalho e/ou tempo, e a alternativa mais rápida é adquiri-los com dinheiro real.

Ainda que isto seja comum, não é preciso se preocupar em ter sempre que desembolsar quantias de dinheiro real para progredir nos games free-to-play. E pensando justamente em jogos que não necessitam de microtransações dessa forma, a Tangerina preparou uma lista com os melhores títulos grátis para você jogar. 

Among Us

Cena de Among Us

Você pode ser tripulante ou impostor em Among Us

Reprodução/InnerSloth

Inspirado por jogos de tabuleiro como Lobisomem (ou Máfia), Among Us suporta até 10 jogadores, em partidas em que é preciso desmascarar quem são os impostores infiltrados entre os tripulantes de uma espaçonave.

Os impostores são pré-determinados de forma aleatória antes da partida começar e o objetivo deles é basicamente sabotar e, claro, assassinar os demais jogadores. Por sua vez, os tripulantes recebem uma lista de tarefas que precisam cumprir para ganhar o jogo de forma honesta.

Enquanto os tripulantes se movimentam pela espaçonave para realizar as tarefas, eles podem encontrar o cadáver dos outros jogadores e, quando isso acontecer, é necessário fazer uma reunião de emergência para relatar o ocorrido.

Toda vez que uma reunião acontece, os jogadores debatem e podem votar (ou não) em alguém para que ele/a seja ejetado/a da espaçonave. Os tripulantes ganham se conseguirem identificar quem são os sabotadores ou se completarem todas as tarefas rapidamente. Os impostores, por sua vez, ganham se conseguirem eliminar um grande número de jogadores. – Jessica Pinheiro

Asphalt 9 Legends

Cena de Asphalt 9: Legends

Diversas máquinas luxuosas lhe aguardam em Asphalt 9: Legends

Reprodução/Gameloft

Asphalt 9: Legends é um prato cheio para os amantes de carros de luxo de montadoras populares como Ferrari, Porsche, Lamborghini e W Motors e muitas outras marcas internacionais. Além de assumir o volante dessas super máquinas, você também pode executar manobras em locais reais e dinâmicos, personalizar mais de 70 modelos de veículos e participar de eventos ou percorrer o modo carreira.

São mais de 60 temporadas e 900 eventos e o game sempre é atualizado com novos desafios recompensadores. Você pode jogar Asphalt 9: Legends tanto no modo solo ou multijogador em corridas ao redor do mundo, realizando manobras ou usando um recurso chamado TouchDrive, que coloca o volante no automático para que você possa apreciar melhor o ambiente ou a trilha sonora.

Vale apontar ainda que o modo multijogador de Asphalt 9: Legends permite disputas contra até sete jogadores. É possível ainda montar uma equipe de corrida para correr em locais diferentes e desbloquear recompensas ao subir na classificação geral. – Jessica Pinheiro

Brawlhalla

Cena de Brawlhalla

Jogo de luta em arena para até oito jogadores? Brawlhalla é sua pedida

Reprodução/Ubisoft

Brawlhalla é um jogo de luta de plataforma com suporte para até 8 participantes em uma partida, oferecendo diversão caótica para todos os tipos de jogadores, dos casuais aos mais competitivos. Isso porque o game conta com partidas casuais que coloca todos contra todos, ou ranqueadas 1v1 e 2v2, onde você pode subir na classificação geral. 

Há também outros modos de jogo, salas personalizadas com cross-play (diferentes plataformas) para 4v4, 1v3 ou 2v2, sala de treinamento, histórico de carreira e recompensas de progresso, e muito mais. Vale ainda citar que toda semana, Brawlhalla oferece oito personagens grátis que mudam de forma rotativa. 

Apesar de ter sido lançado em 2014, Brawlhalla ainda recebe suporte da Ubisoft com atualizações recorrentes da desenvolvedora Blue Mammoth Games. Além disso, o estúdio garante que o conteúdo do game se mantém gratuito e sem vantagens pay-to-win ou compras de qualquer tipo dentro do jogo que possam atrapalhar a experiência. – Jessica Pinheiro

Call of Duty: Warzone

Cena de Call of Duty: Warzone

CoD: Warzone é o battle royale da franquia para até 150 jogadores

Reprodução/Activision

Com o sucesso da franquia Call of Duty ao longo dos anos, era esperado que a Activision, publicadora que detém os direitos da série de tiro em primeira pessoa, ampliasse seus horizontes para manter seu principal carro-chefe relevante. 

Nada mais natural então do que a próxima etapa ser uma versão free-to-play do game, mas com elementos de battle royale, pegando carona no gênero que consolidou os fenômenos Fortnite, PUBG e Free Fire

Call of Duty: Warzone foi desenvolvido pelos estúdios Infinity Ward e Raven Software e lançado em 2020 e o objetivo é ser o último sobrevivente do mapa, competindo com outros 150 jogadores. 

Vale apontar que o game faz parte do reboot de 2019 de Call of Duty: Modern Warfare, mas não requer compra. Entretanto, a progressão é atrelada a uma conta Activision, o que significa que Warzone é crossplay, então você pode jogar o battle royale com seus amigos a partir de qualquer plataforma. – Jessica Pinheiro

Fortnite

Cena de Fortnite

O fenômeno Fortnite ajudou a consolidar o subgênero battle royale

Reprodução/Epic Games

O rei dos battle royale, Fortnite foi lançado em 2017 e até hoje se mantém relevante, fortalecendo sua comunidade com muitas atualizações e chamando a atenção de novos jogadores graças a conteúdos populares, que vão de filmes de super-heróis a estrelas do esporte.

O título da Epic Games pode ser jogado de várias maneiras. Dependendo do modo de jogo, existe uma mistura de gêneros como tiro, cooperativo, sobrevivência e defesa de torre. No tradicional battle royale, porém, é cada um por si: cem jogadores são lançados em uma ilha e precisam eliminar umas às outras, até restar apenas um.

E ainda que exista uma certa liberdade na exploração do mapa, a arena diminui conforme o tempo passa, tornando a competição cada minuto mais e mais acirrada. Além disso, há uma história sendo contada ao longo de suas temporadas, o que destaca Fortnite dos demais battle royale, já que o game oferece uma narrativa dinâmica e instigante.

Intuitivo, acessível e divertido, Fortnite tem tudo que você precisa para jogar por algumas horas e se distrair junto dos amigos, após um longo e cansativo dia de trabalho e estudos. – Jessica Pinheiro

Free Fire

Cena de Free Fire

Free Fire é um caso de sucesso absoluto no cenário mobile do Brasil

Reprodução/Garena

No mundo dos jogos battle royale, na qual você e outros jogadores caem em uma ilha sem recursos e precisam duelar entre si até que apenas um sobreviva, Free Fire é o rei no mercado de smartphones.

Seu segredo é a acessibilidade, não só pelo fato de ser compatível com uma série de aparelhos diferentes, mas também pela estrutura de jogo simples, rápida e descomplicada. 

As partidas, que envolvem até 50 jogadores, costumam durar em média quinze minutos e a ação é rápida e de fácil aprendizado, na qual os comandos de correr, pular e atirar são claros e não atrapalham a visão mesmo com os botões ocupando a tela do celular.

Outro fator que também joga a favor de Free Fire é a popularidade. Todo jogo multiplayer precisa de uma comunidade ativa para manter aceso o interesse de quem está começando, e isso não parece ser um problema para o título da Garena, que teve 150 milhões de pessoas jogando o game diariamente em 2021. – Bruno Silva

  • Plataformas disponíveis: Mobile (Android | iOS)

Genshin Impact

Cena de Genshin Impact

Genshin Impact traz visual de anime e coleção de personagens com sistema de gacha

Reprodução/miHoYo

Com o perdão do trocadilho, mas Genshin Impact realmente impactou os gamers quando em seu lançamento oficial. O estilo gráfico com visual de anime e batalhas em tempo real com sistema de energia elemental e troca de personagens são apenas alguns dos atrativos do game, que oferece mais camadas de jogabilidade e mitologia do que aparenta.

O RPG de ação para um jogador com opção limitada de multiplayer para até quatro pessoas, foi desenvolvido e publicado pela companhia chinesa miHoYo e oferece exploração em um mundo aberto de fantasia. Além disso, o jogador pode colecionar personagens, por assim dizer, já que é possível obtê-los através de um sistema de gacha —uma espécie de roleta invisível que depende de sorte—. Cada personagem tem habilidades únicas e personalidade própria. 

A história de Genshin Impact se desenvolve conforme o jogador avança o nível de seu personagem, explora novas cidades e conhece ou desbloqueia personagens; mas tudo tem início quando dois irmãos gêmeos viajantes são separados por entidades que estão além de sua compreensão. Agora, eles precisam se reunir novamente e enfrentar seus destinos. – Jessica Pinheiro

League of Legends

Cena de League of Legends

League of Legends é referência quando o assunto é MOBA e ganhou diversos jogos derivados

Reprodução/Riot Games

League of Legends, abreviado como LoL, é uma referência quando o assunto é MOBA, sigla em inglês para o gênero de arena de batalhas multijogador online. Isso porque os desenvolvedores da Riot Games buscaram produzir um game no mesmo estilo que Defense of the Ancients —o famoso DotA—, mas aprimorado.

LoL é gratuito para jogar desde seu lançamento em 2009, mas existe monetização dentro do jogo: é possível personalizar o visual dos personagens jogáveis —aqui, chamados de Campeões—, e para tanto, é necessário utilizar as moedas virtuais do game.

A jogabilidade de LoL gira em torno de partidas PvP entre duas equipes, cada uma com cinco jogadores/personagens. Cada time ocupa uma parte do mapa e o objetivo é basicamente defender a sua metade e tomar a área que pertence aos adversários, destruindo uma grande estrutura localizada no centro que atende pelo nome de Nexus

É necessário estratégia e comunicação, além de domínio das habilidades de cada Campeão para conseguir vencer.

Ainda que tenha arrancado elogios de público e crítica na época em que foi lançado, o sucesso do game também está atrelado à ascensão dos eSportes, campeonatos oficiais de videogames que começaram a ganhar mais destaque na mesma época em que LoL estava em alta. – Jessica Pinheiro

Lost Ark

Cena de Lost Ark

O MMORPG Lost Ark chegou às Américas e Europa em 2022 e está entre os melhores títulos do ano

Reprodução/Smilegate/Amazon Games

Lost Ark é um MMORPG —ou seja, um jogo em que muitas pessoas compartilham o mesmo universo online— que impressiona pela qualidade visual e por uma seleção robusta de classes de personagem. Em um terreno com competidores fortes e onde há pouco espaço para novatos, o título da Smilegate consegue se destacar por méritos próprios.

Lançado na Coreia do Sul em 2019, Lost Ark só chegou a outros mercados em 2022 pelas mãos da Amazon. Isso significa que a versão que chega ao seu PC já tem bastante conteúdo logo de cara e deve receber um bom suporte ao longo dos próximos anos, oferecendo missões diversas, duelos PvP, batalhas contra chefões, inúmeras opções de customização de personagens, e muito mais.

A história gira em torno do mundo de Arkesia, onde o jogo é ambientado, que é invadido por demônios e, para evitar que o pior aconteça, o jogador deve encontrar os 7 fragmentos da Arca Perdida que dá nome ao game. Para tanto, será preciso explorar cidades, castelos e catacumbas. – Bruno Silva

  • Plataformas disponíveis: PC (Steam)

Magic: The Gathering Arena

Cena de MTG Arena

Intuitivo, Magic The Gathering Arena é a porta de entrada para o card game

Reprodução/Wizards of the Coast

Magic: The Gathering Arena (abreviado como MTG Arena) é a melhor porta de entrada para aqueles que se interessam, mesmo que minimamente, pelo universo de Magic: The Gathering, franquia de jogo de cartas de mesa da Wizards of the Coast.

Bastante intuitivo, logo de cara o game oferece 15 decks únicos de cartas que você pode abrir para começar a montar seu próprio estilo de jogo. Afinal, um dos maiores atrativos de Magic: The Gathering é contar uma história através dos cards com artes vibrantes, personalizando assim as suas jogadas. 

Há também diferentes modos de jogo como o draft e o brawl para você experimentar e entender melhor como funcionam as regras de MTG Arena, além de ganhar recompensas com eventos temporários e desafios diários. – Jessica Pinheiro

Pokémon GO

Pokémon Go Trailer

Explore seus arredores e capture os pokémon selvagens em Pokémon Go

Reprodução/Niantic/Nintendo

Pokémon GO levou multidões às ruas quando saiu, entre julho e agosto de 2016. A febre passou, mas nestes cinco anos o jogo evoluiu de forma consistente até se tornar uma experiência completa.

Sua maior qualidade é a sua proposta simples, na qual você encontra e captura monstrinhos de bolso no mundo real utilizando o GPS e a câmera do celular, deixando mais próximo da realidade o sonho coletivo de uma geração. 

Nos primeiros anos, a falta de atividades para além disso afastou muita gente, mas esse problema foi sanado e, agora, Pokémon GO tem um robusto calendário de eventos e atividades, com frequência quase semanal, que se encarregam de manter a comunidade ativa. 

Além de capturar e encontrar mais de 700 pokémon, você também pode trocar, batalhar contra outros treinadores, buscar pokémon raros e super fortes em lutas coletivas chamadas reides, tornando Pokémon GO não apenas um dos melhores jogos de Android, mas também um dos melhores jogos de Pokémon na atualidade. – Bruno Silva

Relic Hunters Zero: Remix

Cena de Relic Hunters Zero Remix

Tiro, combates variados, muita exploração e modo cooperativo te aguardam em Relic Hunters Zero: Remix

Reprodução/Akupara Games

Relic Hunters Zero: Remix é uma remasterização do game gratuito originalmente lançado em 2015, que alcançou mais de 1 milhão de jogadores. Desenvolvido pelo estúdio remoto brasileiro Rogue Snail, esta versão conta com novos recursos e melhorias, e os jogadores podem escolher entre sete personagens jogáveis. Cada um destes destemidos caçadores vem equipado com habilidades próprias, permitindo variações nos estilos de combate.

O rápido e tático Relic Hunters Zero: Remix é um jogo de tiro cooperativo com câmera aérea e elementos de roguelike/roguelite, em que é possível fabricar novas armas com os recursos encontrados. Aqui, você explora e procura relíquias enquanto tenta derrubar o império do malvado Duque Ducan, que utilizou o poder de artefatos lendários para governar a galáxia. – Jessica Pinheiro

  • Plataformas disponíveis: PC (Steam)

Roblox

Cena de Sonic no Roblox

Sonic ganhou um novo jogo 3D dentro de Roblox recentemente

Reprodução/Roblox Corporation/Sega

Explicar o que este título parece uma tarefa simples, mas a realidade é que esse universo virtual é muito mais complexo do que se imagina. Aqui, a imaginação é sua principal arma já que Roblox permite a criação de diferentes jogos dentro dele.

Eleito o jogo mais popular do mundo em 2019, Roblox é uma experiência multijogador que oferece simulação de multiversos, permitindo a criação de um universo próprio ou a recriação de um game já existente. 

Recentemente, por exemplo, Roblox recebeu o Sonic Speed Simulator, um novo jogo 3D de Sonic the Hedgehog que pode ser jogado apenas dentro de Roblox. A ação foi feita em parceria com a SEGA e a Gamefam e está disponível gratuitamente. – Jessica Pinheiro

Rocket League

Cena de Rocket League

Uma espécie de futebol com carros: este é Rocket League

Reprodução/Psyonix

Já dizia a banda Skank: “Quem não sonhou em ser um jogador de futebol?”. Pois em Rocket League você pode ser um… ou quase! Isso porque o game mistura partidas de futebol estilo arcade com destruição automotiva em carros movidos a foguete.

Não há muito segredo: é preciso controlar os veículos e levar a bola em direção ao gol para marcar pontos. Tudo isso em um campo de futebol com elementos de derby de demolição, já que os carros podem pular ou receber aumento de velocidade via impulsos, dentre outras habilidades que tornam as partidas ainda mais acirradas.

Rocket League suporta até 8 jogadores online, com tela dividida para até 4 pessoas; e conta ainda com torneios, eventos e modos de tempo limitado, personalização de carros, dentre outras características próprias para tornar suas partidas com (ou contra) amigues em momentos únicos. – Jessica Pinheiro

Star Wars: The Old Republic

Cena de Star Wars: The Old Republic

Star Wars: The Old Republic é o MMORPG gratuito da franquia

Reprodução/Electronic Arts

Um dos projetos de maior investimento da história dos videogames, Star Wars: The Old Republic —abreviado como SWTOR—, é um MMORPG desenvolvido pela BioWare, estúdio canadense responsável por sucessos como Baldur’s Gate, Mass Effect e Dragon Age.

Situado no universo de Star Wars e continuação dos populares games de RPG de ação da franquia, Star Wars: Knights of the Old Republic 1 e 2; em SWTOR você pode escolher se quer jogar como Jedi, Sith, caçador de recompensas ou algum outro papel igualmente importante, além de optar entre 16 estilos de combate distintos.

A história se passa cerca de três mil anos antes dos filmes clássicos, mas você pode criar um legado próprio, tomando decisões importantes ao longo da jornada por meio das árvores de opções nos diálogos.

O game foi publicado pela Activision e feito em parceria com a LucasArts —que hoje atende por Lucasfilm Games— e continua recebendo conteúdos. Em fevereiro de 2022, inclusive, foi lançada a expansão Legacy of the Sith, que inicia as comemorações do 10º aniversário do game. – Jessica Pinheiro

TeamFight Tactics

Cena de TeamFight Tactics

Quando o modo ganha vida própria: TeamFight Tactics é um auto chess de LoL

Reprodução/Riot Games

TeamFight Tactics, mais conhecido como TFT, é um jogo derivado de League of Legends, focado em partidas PvP estratégicas por turnos. O game nasceu do modo Auto Chess de LoL, que colocava equipes para duelar em uma tabuleiro 8×8 de xadrez.

O diferencial de TFT para os demais jogos no estilo Auto Chess, no entanto, é que o elenco é composto por Campeões de LoL, e você pode personalizá-los e montar diversas combinações de equipes com esses personagens a fim de alcançar a estratégia perfeita para vencer as partidas.

TFT oferece ainda emotes únicos para personalizar os cenários e deixá-los com a sua cara, partidas competitivas, modo de duplas dinâmicas com um amigo, e crossplay de qualquer plataforma com seus amigos.

Team Fortress 2

Cena de Team Fortress 2

Sensação do final dos anos 2000, Team Fortress 2 inspirou Overwatch e Valorant anos depois

Reprodução/Valve

Uma verdadeira sensação entre os gamers no final dos anos 2000, Team Fortress 2 é um jogo multijogador online de tiro em primeira pessoa desenvolvido pela Valve, com direção de John Cook e Robin Walker, designers que responsáveis pelo mod Team Fortress de Quake em 1996.

O visual colorido e puxado para o cartoon de Team Fortress 2 foi uma das características que mais chamaram a atenção, diferenciando o jogo dos demais títulos de tiro em primeira pessoa da época, geralmente com gráficos realistas e tons cinzentos. Além disso, os personagens também eram divertidos e distintos, cada qual com seus próprios poderes especiais e traços de personalidade únicos.

A jogabilidade coloca duas equipes que se confrontam em ambientes variados e em modos diferentes de jogo. Somando isso ao estilo gráfico diferenciado para o gênero em que o game se enquadra, Team Fortress 2 inspirou posteriormente diversos outros games com premissas semelhantes como Overwatch e Valorant, por exemplo. – Jessica Pinheiro

  • Plataformas disponíveis: PC (Steam)

Valorant

Cena de Valorant

Mais um derivado de LoL, Valorant é o jogo de tiro em primeira pessoa competitivo entre equipes

Reprodução/Riot Games

Valorant é uma combinação inusitada de dois estilos de jogo de tiro que normalmente não conversam. De um lado, temos os mapas pequenos e a ação mais cadenciada de jogos de tiro táticos no estilo de Counter-Strike e Rainbow Six. Do outro, personagens únicos com poderes especiais, como os de Overwatch.

Por incrível que pareça, a união dessas vertentes funciona muito bem. Valorant sabe pegar o melhor dos jogos que o influenciam, misturando o mesmo cuidado com tipos de arma, movimentação e posicionamento de mapas do tiro tático com os poderes especiais de seus personagens, voltados para ataque, defesa e suporte —ou, às vezes, uma combinação diferente dos três. 

Mérito da Riot Games, que soube juntar tudo de uma maneira que agrada aos jogadores de ambos os estilos. Valorant é um dos melhores jogos de tiro no PC atualmente. – Bruno Silva

Yu-Gi-Oh! Master Duel

Cena de Yu-Gi-Oh! Master Duel

Sequência de Duel Links, yu-Gi-Oh! Master Duel tem batalhas mais dinâmicas

Reprodução/Konami

Versão digital do card game de mesa, Yu-Gi-Oh! Master Duel coloca você para desafiar diferentes Duelistas, de qualquer lugar do mundo. O game é também uma sequência de Yu-Gi-Oh! Duel Links, de 2017.

Desenvolvido pela Konami e lançado no início de 2022, Yu-Gi-Oh! Master Duel rapidamente se tornou um sucesso, registrando mais de 10 milhões de downloads em menos de um mês. 

O game é bastante intuitivo e oferece modo solo e multijogador com partidas de ritmo acelerado e trilha sonora dinâmica. Aqui, você precisa montar seu baralho com monstros variados e cartas de efeito e triunfar sobre os outros Duelistas, sejam estes oponentes gerados pela inteligência artificial ou um jogador experiente do outro lado do planeta. – Jessica Pinheiro

Warframe

Cena de Warframe

Jogo de tiro em terceira pessoa, Warframe continua recebendo conteúdo até hoje

Reprodução/Digital Extremes

Para quem gosta de jogos multiplayer online do gênero de tiro em terceira pessoa, recomendamos Warframe. Aqui, você controla um membro da raça de guerreiros antigos conhecidos como Tenno, que despertam na Terra séculos no futuro, em plena guerra.

A partir disso, será preciso enfrentar as facções que dividiram o vasto sistema interplanetário, e seguir as instruções do misterioso Lotis, que o guiará em sua jornada. Tudo isso enquanto você aumenta o nível do seu Warframe, um traje de biometal de poder incalculável, e constrói um poderoso arsenal de poder de fogo, incluindo equipamentos, aliados e veículos.

Dentre as mecânicas de jogo, destaca-se a variedade de Warframes que podem ser desbloqueadas —cada qual com seu próprio conjunto de poderes— e a ampla gama de armas e suas inúmeras habilidades; além da possibilidade de personalizar praticamente tudo.

Lançado originalmente em 2013 pela desenvolvedora canadense Digital Extremes, Warframe conta com uma ampla base de jogadores e continua recebendo conteúdo até hoje. A última expansão, New War, foi lançada em dezembro de 2021. – Jessica Pinheiro

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Jessica Pinheiro

Jessica Pinheiro

Repórter da Tangerina, Jessica Pinheiro já cobriu games e tecnologia em veículos coo IGN Brasil, Loading TV e The Enemy. É streamer nas horas vagas e nasceu no Ceará, mas infelizmente não tem sotaque. Ama karaokê e também assina a Koluna Pop, onde traz todas as novidades do universo do k-pop.

Ver mais conteúdos de Jessica Pinheiro

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal