FILMES E SÉRIES

Montagem com imagens dos filmes Tick, Tick, boom, A Filha Perdida e Ataque dos Cães

Foto: Divulgação. Arte: Tangerina

Oscar 2022

Maratona cinéfila: Onde assistir aos filmes indicados ao Oscar 2022

Duna, Ataque dos Cães e outras produções indicadas já estão disponíveis para assistir. Saiba onde encontrar os filmes do Oscar 2022 e arrase no bolão

Rafael Argemon

Rafael Argemon

Foi dada a largada para a maratona preferida de muita gente: a corrida pra saber onde assistir aos filmes do Oscar 2022 e conseguir ver o maior número de indicados até a cerimônia, que está marcada para o dia 27 de março.

Agora que já sabemos todos os finalistas na luta pela estatueta mais desejada do cinema, dá pra escolher os nossos preferidos e preparar a pipoca. Tem opções para todos os gostos: do drama Ataque dos Cães à ficção científica Duna, passando por documentários e animações em curta-metragem.

E como a Tangerina está aqui pra facilitar a sua vida, reunimos todos os indicados já lançados e apontamos onde assistir aos filmes do Oscar 2022, seja no escurinho do cinema ou no sofá da sua casa, via plataformas de streaming disponíveis no Brasil.

Para quem não quer perder nada, a Tangerina também já descascou essa fruta pra você e preparou um guia completo da cerimônia mais glamourosa de Hollywood. Também te damos o caminho das pedras pra pra assistir à cerimônia e contamos algumas curiosidades do Oscar 2022.

Boa maratona cinéfila!

007 – Sem Tempo Para Morrer

Daniel Craig como o agente James Bond em cena de 007 - Sem Tempo Para Morrer (2021)

Trailer do filme 007 - Sem Tempo Para Morrer (2021)

O canto do cisne de Daniel Craig como James Bond

Despedida de Daniel Craig do papel do agente 007, Sem Tempo Para Morrer mostra um James Bond (Craig) já aposentado e desfrutando de uma vida tranquila na Jamaica até que recebe a visita de seu velho amigo da CIA Felix Leiter (Jeffrey Wright) pedindo sua ajuda para resgatar um cientista russo que desenvolveu uma perigosa arma biológica sequestrado pela maligna Spectre. Mas, claro, nem tudo é o que parece ser, e Bond terá de contar com a colaboração de um antigo amor, a psiquiatra Madeleine Swann (Léa Seydoux) e até da nova agente 007, Nomi (Lashana Lynch), para salvar o mundo.

  • Melhor canção original (No Time to Die – Billie Eilish)
  • Melhor som
  • Melhores efeitos visuais

Onde assistir: Now / Apple TV, Google Play e Microsoft Store (para alugar)

A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas

Cena da animação A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas (2021)

Trailer de A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas

Aventura da Netflix com a assinatura dos criadores de Homem-Aranha no Aranhaverso

Assim como o Homem-Aranha no Aranhaverso (2018), a animação lançada pela Netflix em novembro de 2021 é produzida pelas mentes por trás dos “filmes Lego”: Phil Lord e Chris Miller. Ou seja, espere um visual bem estilizado e ritmo frenético para contar a história de Katie Mitchell e sua família, que são pegos de surpresa por uma revolução robótica no meio da viagem para levá-la à universidade de cinema em que ela sempre sonhou estudar.  

  • Melhor animação em longa-metragem

Onde assistir: Netflix

A Felicidade das Pequenas Coisas

Pem Zam como a estudante Pem Zam em cena de A Felicidade das Pequenas Coisas (2019)

Trailer de A Felicidade das Pequenas Coisas (2019)

Representante do pequeno Butão foi uma das grandes surpresas entre os finalistas

Uma das maiores surpresas entre os finalistas do Oscar, o representante do pequeno Butão na corrida pelo Oscar de melhor filme internacional é o primeiro longa dirigido por Pawo Choyning Dorji, que também assina o roteiro e a fotografia. O protagonista é o jovem professor Ugyen Dorji (Sherhab Dorji), que, prestes a terminar seu contrato com o governo como professor de escola pública e partir para realizar seu sonho de ser cantor profissional na Austrália, é transferido para dar aulas em um minúsculo e distante vilarejo nas proximidades do Himalaia.

  • Melhor filme internacional

Onde assistir: salas de cinema

A Filha Perdida

Olivia Colman como Leda em A Filha Perdida (2021)

Trailer do filme A Filha Perdida (2021)

A atriz Maggie Gyllenhaal surpreende na sua estreia como diretora

Estreia sólida da atriz Maggie Gyllenhaal na direção, o filme, que é baseado em um livro da celebrada escritora Elena Ferrante, traz Olivia Colman como Leda, uma acadêmica de meia-idade de férias na Grécia que acaba cruzando o caminho de uma família de americanos de ascendência grega extremamente inconveniente. Ao se relacionar com a tal família, ela acaba revelando sua culpa por ter abandonado suas filhas quando elas ainda eram crianças para viver um romance. 

  • Melhor atriz (Olivia Colman)
  • Melhor atriz coadjuvante (Jessie Buckley)
  • Melhor roteiro adaptado (Maggie Gyllenhaal)

Onde assistir: Netflix

Leia a crítica.

A Mão de Deus

Toni Servillo e Filippo Scott em cena do filme A Mão de Deus (2021)

Trailer do filme A Mão de Deus (2021)

O italiano Paolo Sorrentino faz uma viagem nostálgica à Nápoles da década de 1980

Obra quase autobiográfica do diretor italiano Paolo Sorrentino, a produção da Netflix conta a história de amadurecimento de Fabietto Schisa (Filippo Scotti), uma garoto retraído que sonha em cursar filosofia na Nápoles da década de 1980. Muito fã do Napoli e de seu ídolo máximo, Diego Maradona, o garoto lida com uma profunda crise familiar que terá grande impacto nos rumos de seu futuro. 

  • Melhor filme internacional

Onde assistir: Netflix

A Sabiá Sabiazinha

Cena da animação A Sabiá Sabiazinha (2021)

Trailer da animação A Sabiá Sabiazinha (2021)

Curta com o selo de qualidade do Estúdio Aardman

Uma das poucas produções do Estúdio Aardman sem a participação de Peter Lord e Nick Park (dupla por trás de grandes sucesso como Wallace e Gromit, Fuga das Galinhas e Shaun, O Carneiro), A Sabiá Sabiazinha fala sobre autoconhecimento e aceitação por meio de uma pequena sabiá criada por uma família de ratos.

  • Melhor animação em curta-metragem

Onde assistir: Netflix

A Tragédia de Macbeth

Denzel Washington em cena de A Tragédia de Macbeth (2021)

Trailer de A Tragédia de Macbeth (2021)

Versão da peça de Shakespeare é o primeiro trabalho de Joel Coen sem seu irmão Ethan

Uma das maiores tragédias de William Shakespeare (1564 – 1616), Macbeth ganha uma versão dirigida por Joel Coen que é um banquete visual servido com enorme respeito à essência das palavras do bardo inglês. Embora o cineasta — em seu primeiro trabalho sem seu irmão Ethan — tenha alterado o texto para que ele se mova em um ritmo furioso até o final apoteótico da trilha de sangue deixada por Macbeth (Denzel Washington), um nobre escocês que, ao saber de um trio de bruxas que, um dia, seria rei, resolve matar o monarca para tomar o poder. 

  • Melhor ator (Denzel Washington)
  • Melhor fotografia (Bruno Delbonnel)
  • Melhor design de produção (Stefan Decbant)

Onde assistir: Apple TV+

Leia a crítica

Ascension

Cena do documentário Ascension

Trailer do documentário Ascension

Doc da MTV faz um retrato impressionista da produção industrial da China

  • Melhor documentário em longa-metragem

Onde assistir: Paramount+

Amor, Sublime Amor

Cena da canção América, de Amor, Sublime Amor (2021)

Trailer de Amor, Sublime Amor (2021)

Steven Spielberg refilma o musical ganhador de 10 estatuetas do Oscar em 1962

Estreia do veterano Steven Spielberg em musicais, Amor, Sublime Amor é uma refilmagem de um clássico de 1961 que transporta a história de Romeu de Julieta para as ruas de Nova York na década de 1950. Recém-chegada à cidade, a porto-riquenha Maria (Rachel Zegler) encanta Tony (Ansel Elgort), um ex-líder de uma gangue de descendentes de irlandeses, os Jets, que acaba de sair da cadeira por quase matar um integrante de uma gangue rival. Mas esse amor é “proibido”, já que Maria é irmã de Bernardo (David Alvarez), líder dos Shark, que são inimigos mortais dos Jets, hoje comandados pelo melhor amigo de Tony, Riff (Mike Faist).

  • Melhor filme
  • Melhor direção (Steven Spielberg)
  • Melhor atriz coadjuvante (Ariana DeBose)
  • Melhor fotografia (Janusz Kominski)
  • Melhor figurino (Paul Tazewell)
  • Melhor design de produção (Adam Stockhausen)
  • Melhor som

Onde assistir: Disney+

Leia a crítica

Apresentando os Ricardos

Nicole Kidman e Javier Barden em cena de Apresentando os Ricardos (2021)

Trailer de Apresentando os Ricardos (2021)

Conheça a intimidade de Lucille Ball, uma dos maiores ícones da TV americana

Dirigido pelo celebrado roteirista Aaron Sorkin, Apresentando os Ricardos faz um recorte da vida da comediante Lucille Ball (Nicole Kidman) e seu então marido, o músico Desi Arnaz (Javier Barden), quando ela é acusada por um jornal de ser filiada ao partido comunista. Fato que coloca em risco o futuro do popular programa de TV estrelado por ambos na década de 1950.

  • Melhor ator (Javier Barden)
  • Melhor atriz (Nicole Kidman)
  • Melhor ator coadjuvante (J.K. Simmons)

Onde assistir: Amazon Prime Video

Leia a crítica

Ataque dos Cães

Smit McPhee e Benedict Cumberbatch em cena de Ataque dos Cães

Trailer de Ataque dos Cães (2021)

Um dos grandes favoritos, longa pode dar o segundo Oscar de direção a uma mulher

Filme com mais indicações no Oscar 2022, Ataque dos Cães subverte os códigos do faroeste para contar a história de Phil Burbank (Benedict Cumberbatch), um caubói rude que largou a prestigiada Universidade de Yale para administrar a fazenda da família junto de seu irmão, o gentil George (Jesse Plemons). Quando George se casa com Rose (Kirsten Dunst), uma viúva dona de um humilde restaurante que se muda para a casa do Burbank, Phil passa a hostilizar ela e seu filho, o frágil estudante de medicina Peter (Kodi Smit-McPhee). 

  • Melhor filme
  • Melhor direção (Jane Campion)
  • Melhor ator (Benedict Cumberbatch)
  • Melhor ator coadjuvante (Jesse Plemons e Kodi Smit-McPhee)
  • Melhor atriz coadjuvante (Kirsten Dunst)
  • Melhor roteiro adaptado (Jane Campion)
  • Melhor fotografia (Ari Wegner)
  • Melhor trilha sonora (Jonny Greenwood)
  • Melhor edição (Peter Sciberras)
  • Melhor design de produção (Grant Major)
  • Melhor som

Onde assistir: Netflix

Leia a crítica.

Audible

O jovem Amaree McKenstry-Hall em cena do documentário Audible

Trailer do filme Audible (2021)

Curta mostra a resiliência de um jovem jogador de futebol americano surdo

O curta produzido pela Netflix é uma experiência cinemática e imersiva sobre a jornada de amadurecimento de Amaree McKenstry-Hall, um dos destaques do time de futebol americano de uma escola de surdos que tenta lidar com a morte trágica de um amigo em meio a pressão de uma histórica série de vitórias consecutivas de sua equipe.

  • Melhor documentário em curta-metragem

Onde assistir: Netflix

Cruella

Emma Stone em cena do filme Cruella (2021)

Trailer do filme Cruella (2021)

Live-action sobre vilã da Disney traz muito punk rock, moda e Emma Stone

Uma das mais criativas adaptações em live-action de um personagem das animações da Disney, Cruella “humaniza” a vilã de 101 Dálmatas (1961) ao contar sua história de origem. Antes de se tornar Cruella de Vil, a jovem Estella (Emma Stone) persegue seu sonho de se tornar uma estilista famosa em Londres. Órfã aos 12 anos, ela sobreviveu nas ruas da capital inglesa aplicando pequenos golpes com seus amigos/parceiros Horace (Paul Walter Hauser) e Jasper (Joel Fry). Até que ela conhece sua mentora/nêmesis a Baronesa (Emma Thompson), a designer de moda mais badalada de Londres.

  • Melhor figurino
  • Melhor cabelo e maquiagem

Onde assistir: Disney+

Drive My Car

Capa da crítica do filme Drive My Car

Trailer do filme Drive My Car (2021)

Drive My Car é o primeiro filme japonês da história a concorrer ao Oscar de melhor filme

Super favorito na categoria melhor filme internacional do Oscar 2022, Drive my Car, dirigido pelo japonês Ryusyke Hamaguchi já acumula em sua prateleira de prêmios o Bafta, o Critics Choice, o Spirit e o Gotham, além de ganhar os prêmios da crítica e do júri popular no prestigiado Festival de Cinema de Cannes, em 2021. Baseado em um conto do célebre escritor Haruki Murakami, o filme conta a história de um diretor que é convidado a realizar uma montagem de Tio Vânia, do russo Anton Tchekhov, em um festival de teatro em Hiroshima. Ainda abalado pela morte de sua esposa, ele dividirá experiências preciosas com uma motorista contratada pela organização do festival.

  • Melhor filme
  • Melhor direção
  • Melhor roteiro adaptado
  • Melhor filme internacional

Onde assistir: salas de cinema e Mubi

Leia a crítica

Duna

Timothée Chalamet e Rebecca Ferguson em cena de Duna (2021)

Trailer do filme Duna (2021)

Ópera intergaláctica de Denis Villeneuve promete passar a rapa nas categorias técnicas

Baseado na famosa série de livros de Frank Herbert, o filme dirigido pelo canadense Denis Villeneuve se passa em um futuro bem distante, quando o Duque Leto Atreides (Oscar Isaac), regente do planeta Caladan, é designado pelo imperador a administrar o desértico planeta de Arrakis, que até pouco era explorado por outro clã nobre, os Harkonen. Acompanhando o Duque Leto estão sua concubina, Lady Jessica (Rebecca Fergunson) e seu filho Paul Atreides (Timothée Chalamet). Ela já fez parte de uma ordem religiosa chamada Bene Gesserit, que acredita que Paul está destinado a ser um tipo de messias de uma nova era. 

  • Melhor filme
  • Melhor roteiro adaptado (Jon Spaiths, Denis Villeneuve & Eric Roth)
  • Melhor fotografia (Greig Fraser)
  • Melhor trilha sonora (Hans Zimmer)
  • Melhor Edição (Joe Walker)
  • Melhor figurino (Jacqueline West & Robert Morgan)
  • Melhor cabelo e maquiagem
  • Melhor design de produção (Patrick Vermette)
  • Melhor som
  • Melhores efeitos visuais

Onde assistir: HBO Max / Apple TV (para alugar)

Leia a crítica.

Encanto

Cena da Animação Encanto (2021)

Trailer da animação Encanto (2021)

Músicas do hypado Lin-Manuel Miranda são a grande atração desta animação da Disney

Inspirada no realismo fantástico latino-americano, um movimento literário que teve o colombiano Gabriel García Márquez como um de seus grandes expoentes, a animação da Disney conta a história dos Madrigais, uma família que vive em uma casa mágica em Encanto, um lugar extraordinário nas montanhas da Colômbia. A magia do local deu para cada criança Madrigal um dom especial, como super força ao poder de cura. Exceto uma delas: Mirabel, que, por conta disso, se sente deslocada. Porém, quando Encanto está em perigo, Mirabel se torna a última esperança da família para salvar o lugar.

  • Melhor animação em longa-metragem
  • Melhor trilha sonora (Germaine Franco)
  • Melhor canção original (Dos Oruguitas – Lin-Manuel Miranda)

Onde assistir: Disney+

Free Guy: Assumindo o Controle

Ryan Reynolds e Lil Rel Howery em cena de Free Guy: Assumindo o Controle (2021)

Trailer de Free Guy: Assumindo o Controle (2021)

Quem disse que videogame não combina com cinema?

Até hoje, filmes baseados em videogames acumulam uma sequência de fracassos de crítica e até de público, mas esse não é o caso de Free Guy: Assumindo o Controle. Tudo bem que a produção é sobre um game, não inspirado em um. Mesmo assim, a produção consegue transportar para a tela o espírito dos jogos ao contar a história de Guy, um NPC (personagem não jogável) em Free City, um MMORPG (um tipo de RPG online). Sem saber que o mundo em que vive é um game, ele vive feliz como caixa de um banco. Até que acaba se apaixonando por uma jogadora real.

  • Melhores efeitos visuais

Onde assistir: Star+

King Richard: Criando Campeãs

Will Smith, Aunjanue Ellis, Mikayla Lashae Bartholomew, Saniyya Sidney, Daniele Lawson e Demi Singleton em cena de King Richard: Criando Campeãs (2021)

Trailer do filme King Richard: Criando Campeãs

A grande chance de Will Smith conseguir o tão sonhado Oscar de melhor ator

Cinebiografia do polêmico Richard Williams, pai das tenistas Venus e Serena Williams, King Richard aposta no formato “oscarizável” para emplacar a estatueta de melhor ator para Will Smith, mas pode até surpreender com Aunjanue Ellis como sua esposa. Richard desenvolveu um rígido plano de carreira para as filhas ainda crianças. Enquanto trabalha como segurança à noite, de dia ele se divide em treinar as garotas em uma quadra deteriorada na pobre e violenta região de Compton, em Los Angeles, e conseguir um treinador profissional para elevá-las a um outro nível técnico.

  • Melhor filme
  • Melhor ator (Will Smith)
  • Melhor atriz coadjuvante (Aunjanue Ellis)
  • Melhor roteiro original (Zach Baylin)
  • Melhor canção original (Be Alive – Beyoncé)
  • Melhor edição (Pamela Martin)

Onde assistir: HBO Max e Now / Looke, Apple TV, Google Play e Microsoft Store (para alugar)

Leia a crítica

Lead Me Home

Cena do curta documental Lead Me Home (2021)

Trailer de Lead Me Home (2021)

Um sensível retrato da crescente desigualdade social nos EUA

Dirigido pela dupla Jon Shenk e Pedro Kos, o curta documental segue uma série de pessoas das cerca de 500 mil sem-teto de Los Angeles. Pelos mais diversos motivos, eles contam suas histórias de como foram parar nas ruas de uma das maiores e mais desiguais metrópoles norte-americanas.

  • Melhor documentário em curta-metragem

Onde assistir: Netflix

Licorice Pizza

Alana Haim e Cooper Hoffman em cena de Licorice Pizza (2021)

Trailer do filme Licorice Pizza (2021)

Paul Thomas Anderson guia uma deliciosa viagem à Los Angeles dos anos 1970

Os estreantes Cooper Hoffman (filho de Philip Seymour Hoffman) e Alana Haim (da banda HAIM) são, Gary e Alana. Ele é um jovem empreendedor de 15 anos que se apaixona por ela, uma mulher de 25 anos que ainda não sabe muito bem o que fazer da vida. Por meio dessa história de amor cheia de idas e vindas, o diretor Paul Thomas Anderson faz uma viagem no tempo de volta ao Vale de São Fernando — região de Los Angeles em que nasceu e cresceu — na década de 1970, no auge da crise do petróleo. 

  • Melhor filme
  • Melhor direção (Paul Thomas Anderson)
  • Melhor roteiro original (Paul Thomas Anderson)

Onde assistir: salas de cinema

Leia a crítica

Luca

Alberto e Luca em cena da animação da Pixa Luca (2021)

Trailer da animação Luca (2021)

Mais uma animação delicinha da Pixar com sabor tipicamente italiano

Na animação da Pixar que fala sobre diversidade e aceitação, Luca é um menino/monstro marinho que desobedece os alertas de seus pais e resolve conhecer os humanos que vivem em uma pequena cidade costeira italiana. Lá, ele logo faz amizade com um outro jovem de sua mesma espécie e uma garota humana e vive um inesquecível verão de aventuras e autoconhecimento.

  • Melhor animação em longa metragem

Onde assistir: Disney+

Mães Paralelas

Penélope Cruz e Milena Smit em cena de Mães Paralelas (2021)

Trailer do filme Mães Paralelas (2021)

Pedro Almodóvar retorna ao universo feminino depois do semibiográfico Dor e Glória

O novo filme do espanhol Pedro Almodóvar conta a história de duas mulheres, Janis (Penélope Cruz) e Ana (Milena Smit), que dão à luz no mesmo dia e no mesmo hospital. Ambas são solteiras e engravidaram por acidente. Janis, já na meia-idade, não se arrepende e está exultante. Já a adolescente Ana, uma adolescente, está assustada, arrependida e traumatizada. Com o passar dos dias no hospital, as duas desenvolvem uma ligação que vai mudar suas vidas para sempre.

  • Melhor atriz (Penélope Cruz)
  • Melhor trilha sonora (Alberto Iglesias)

Onde assistir: Netflix

Não Olhe Para Cima

Leonardo DiCaprio e Jennifer Lawrence em cena da comédia satírica Não Olhe Para Cima (2021)

Trailer do filme Não Olhe Para Cima (2021)

Sátira ao negacionismo foi a sensação da Netflix no finalzinho de 2021

O diretor e roteirista Adam McKay descarrega sua metralhadora de ironias nessa sátira sobre o negacionismo americano que segue uma dupla de astrônomos, o Dr. Randall Mindy (Leonardo DiCaprio) e Kate Dibiasky (Jennifer Lawrence), que tenta desesperadamente alertar a presidente dos EUA que um meteoro está prestes a se chocar com a Terra, extinguindo toda a vida no planeta.

  • Melhor filme
  • Melhor roteiro Original (Adam McKay)
  • Melhor Trilha Sonor (Nicholas Britell)
  • Melhor edição (Hank Corwin)

Onde assistir: Netflix

No Ritmo do Coração

Emilia Jones como Ruby Rossi em cena do filme No Ritmo do Coração (2021)

Trailer do filme No Ritmo do Coração (2021)

O filme mais gostosinho de 2021 vai te pegar pelo coração

Remake americano do francês A Família Bélier (2014), No Ritmo do Coração conta a história de Ruby Rossi (Emilia Jones), uma garota que é a única ouvinte em uma família de surdos dividida entre ajudar seu pai pescador e seguir uma carreira na música.

  • Melhor filme
  • Melhor ator coadjuvante (Troy Kotsur)
  • Melhor roteiro adaptado

Onde assistir: Amazon Prime Video / Looke, Apple TV e Google Play (para alugar)

Leia a crítica

O Beco do Pesadelo

Bradley Cooper como o vigarista Stanton Carlisle no noir O Beco do Pesadelo (2021)

Trailer do filme O Beco do Pesadelo (2021)

Remake de clássico noir é ainda mais soturno que o original

Baseado no livro homônimo de William Lindsay Gresham, O Beco do Pesadelo é um thriller psicológico noir que se beneficia das liberdades que a versão cinematográfica de 1947 não tinha a seu favor. O diretor mexicano Guillermo Del Toro pega bem mais pesado na atmosfera sombria, na violência e no fatalismo cínico para contar a história do vigarista Stanton Carlisle (Bradley Cooper), que, com o auxílio da psicóloga Lilith Ritter (Cate Blanchet), passa a aplicar golpes na elite da cidade de Buffalo no período da Segunda Guerra Mundial.

  • Melhor filme
  • Melhor fotografia (Dan Lautsen)
  • Melhor figurino (Luis Sequeira)
  • Melhor design de produção (Tamara Deverell)

Onde assistir: Star+

Leia a crítica

Raya e o Último Dragão

Cena da animação Raya e o Último Dragão (2021)

Trailer da animação Raya e o Último Dragão (2021)

Uma das boas surpresas da Disney em 2021, filme traz representatividade muito bem-vinda

Inspirado em contos e lendas do Sudeste Asiático, o 59º animação da Disney se passa em um mundo fantástico chamado Kumandra, onde humanos e dragões viviam em harmonia. Até que, um dia, os dragões se sacrificam pela existência da humanidade ao enfrentar uma raça de monstros conhecidos como Druuns. Passados 500 anos desse evento, os Drunn retornam a Kumandra, e Raya, uma guerreira solitária, tenta encontrar o último dragão vivo para ajudá-la a combater o inimigo.

  • Melhor animação em longa-metragem

Onde assistir: Disney+

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis

Simu Liu em cena de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (2021)

Trailer de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (2021)

O novato Simu Liu e a lenda Tony Leung estreiam no universo Marvel em grande estilo.

Segundo filme da fase quatro do MCU (universo cinematográfico Marvel), Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis é protagonizado por um herói não tão conhecido do público que não acompanha os quadrinhos da Casa das Ideias, um mestre do kung fu criado por Steve Englehart e Jim Starlin. Sua estreia aconteceu na Special Marvel Edition #15 lançada nos EUA em dezembro de 1973. No filme, Shaun (Simu Liu) é um jovem chinês criado por seu pai para ser um assassino mestre de artes marciais. Mas ele não quer essa vida e foge para San Francisco, onde vive por 10 anos e hoje trabalha como manobrista de um hotel chique com sua melhor amiga, Katy (Awkwafina). Até que capangas do seu pai o localizam e ele é forçado a voltar para a China para salvar sua irmã.

  • Melhores efeitos visuais

Onde assistir: Disney+

Summer of Soul (… ou Quando a Revolução Não Pode Ser Televisionada)

Show da banda The Fifth Dimension no documentário Summer of Soul (...ou, Quando A Revolução Não Pode Ser Televisionada) (2021)

Trailer de Summer of Soul (2021)

Documentário imperdível sobre um grande festival de música negra esquecido por décadas

À primeira vista, Summer of Soul parece apenas um documentário musical para se aproveitar trechos de shows de grandes nomes da soul music/blues/funk/gospel, como Stevie Wonder, Mahalia Jackson, Sly and the Family Stone, B.B. King, Gladys Knight & the Pips, Mavis Staples, The Fifth Dimension, entre outros. Mas é muito mais do que isso. É um registro notável sobre uma história que quase foi apagada da memória até de quem esteve fisicamente presente no Harlem Cultural Festival, que aconteceu durante os dias 29 junho e 24 de agosto de 1969, no Mount Morris Park, no Harlem (Nova York). Um festival que celebrou a cultura negra norte-americana em uma época de grande repressão por parte do establishment branco dos EUA.

  • Melhor documentário em longa-metragem

Onde assistir: salas de cinema

Leia a crítica

The Long Goodbye

Riz Ahmed em cena do curta The Long Goodbye (2021)

The Long Goodbye

Assista ao filme completo (falado em inglês com legendas em inglês)

Co-escrito pelo ator Riz Ahmed, que também estrela o curta, The Long Goodbeye retrata uma família de imigrantes indianos surpreendida por uma onda de violentos protestos xenofóbicos com consequências trágicas.

  • Melhor curta-metragem em live-action

The Queen of Basketball

Lusia Harris em cena do curta documental The Queen of Basketball

The Queen of Basketball

Assista ao filme completo (falado em inglês com legendas em inglês)

Episódio da série Op-Docs, do jornal New York Times, The Queen of Basketball retrata a trajetória vencedora de Lusia Harris, uma atleta pioneira que se tornou um fenômeno do basquete na década de 1970. Ela fez história como a primeira mulher a marcar uma cesta nas Olimpíadas, em Montreal (1976), além de ter sido a primeira e única mulher a ser escolhida por um time no draft da NBA. Evento de recrutamento de jogadores para a liga americana de basquete.

  • Melhor documentário em curta-metragem

Three Songs for Benazir

Cena do curta live-action Three Songs for Benazir (2021)

Trailer do curta Three Songs for Benazir (2021)

Uma visão intimista das dificuldades que o povo afegão enfrenta todos os dias

Vencedor de prêmios em festivais de cinema como o Full Frame, de Nashville, de St. Louis, entre outros, o curta documental produzido pela Netflix tem como protagonista Shaista, um jovem recém-casado que vive em um campo de refugiados em Cabul que sonha em ser o primeiro membro de sua tribo a entrar no exército afegão ao mesmo tempo em que precisa assumir responsabilidades de começar uma família com sua esposa Benazir.

  • Melhor documentário em curta-metragem

Onde assistir: Netflix

Tick, Tick… Boom!

Andrew Garfield em cena do musical Tick, Tick...BOOM! (2021)

Trailer do filme Tick, Tick... Boom! (2021)

Andrew Garfield brilha na comovente homenagem a Jonathan Larson

Homenagem do compositor e diretor de teatro Lin-Manuel Miranda — que estreia dirigindo um longa-metragem — a seu ídolo Jonathan Larson, o filme retrata a difícil luta de Larson (Andrew Garfield) para se firmar como um respeitado compositor de musicais na Broadway. Algo que só aconteceria após sua morte precoce, aos 35  anos de idade, poucas horas antes da do lançamento de Rent, musical que revolucionaria o gênero e que foi um mega sucesso no mundo inteiro. 

  • Melhor ator (Andrew Garfield)
  • Melhor edição (Myron Kerstein & Andrew Weisblum)

Onde assistir: Netflix

Leia a crítica

Um Príncipe em Nova York 2

Eddie Murphy em cena de Um Príncipe em Nova York 2

Trailer de Um Príncipe em Nova York 2

Após um hiato de mais de 30 anos, Eddie Murphy nos leva de volta a Zamunda

Sequência tardia de Um Príncipe em Nova York (1988), a comédia retorna a Zamunda, onde o recém-coroado rei Akeem (Eddie Murphy) descobre tem um filho da época em que viveu em Nova York que pode atrapalhar os planos de sua filha mais velha em assumir seu lugar no trono. Preocupado, ele retorna à região do Queens com seu fiel conselheiro Semmi (Arsenio Hall) para conhecer seu suposto filho bastardo.

  • Melhor cabelo e maquiagem

Onde assistir: Amazon Prime Video

Informar Erro
Falar com a equipe
QUEM FEZ
Rafael Argemon

Rafael Argemon

Rafael Argemon é criador do perfil O Cara da Locadora no Instagram e também assina uma coluna com o mesmo nome na Tangerina, onde indica as pérolas escondidas nas plataformas de streaming. Cinéfilo e maratonador de séries profissional, passou por Estadão, R7, UOL, Time Out e Huffpost. Apaixonado por pugs, sagu e jogos do Mario.

Ver mais conteúdos de Rafael Argemon

0 comentário

Tangerina é um lugar aberto para troca de ideias. Por isso, pra gente é super importante que os comentários sejam respeitosos. Comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, com palavrões, que incitam a violência, discurso de ódio ou contenham links vão ser deletados.

Acesse sua conta para comentar

Ainda não tem uma conta?

Conteúdo fresco, direto da fruta

Quer ficar por dentro das notícias do mundo pop? É só assinar nosso conteúdo semanal